Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

...

 

Aqui há tempos, eu e duas amigas trocávamos impressões sobre relações... relações passadas e relações presentes, o que é que era mau e o que é que era bom, o sexo, a amizade, o companheirismo...

 

Quando a conversa foi para o lado do sexo, começámos a falar do que é que já tínhamos experienciado, o que tinhamos gostado ou não, as sensações que tinhamos tido... e chegámos aos orgasmos múltiplos.

 

Uma delas, disse que nunca tinha tido orgasmos múltiplos. Que já tinha tido vários orgasmos de seguida, mas nunca orgasmos múltiplos. Eu e a outra começámos a dar-lhe dicas, de acordo com as nossas experiências pessoais, sobre o que poderia fazer para conseguir!

 

Mas então... esclareça-se aqui uma coisa... qual a distância temporal máxima entre 2 orgasmos para que sejam considerados orgasmos múltiplos? Se numa "sessão" de sexo de umas 2 horas, atingir vários orgasmos de seguida, são orgasmos múltiplos ou orgasmos consecutivos? Os orgasmos múltiplos só o são se estivermos permanente no climax?

 

[edit - ajuste da imagem]

sinto-me:
tags:
publicado por gajainfiel às 14:06
editado por audaciosos às 16:49
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

Orgasmos múltiplos

Diz a Wikipédia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Orgasmo):

 

"Orgasmos múltiplos ocorrem em alguns casos onde a mulher não tem um período de refração, ou ele ser muito curto e, portanto, experimentar um segundo orgasmo logo após o primeiro; algumas mulheres podem até ter uma sequência de orgasmos consecutivos." 

Da tão antiga conversa de adolescentes aquando das suas primeiras experiências sexuais, sobre se atingiram ou não o orgasmo, a resposta quando se questionam, é indiscutivelmente: "Não atingiram". Claro que, se o orgasmo se dá, a pessoa não fica na dúvida... sabe que teve um orgasmo! Assim se processa a coisa no que respeita a orgasmos múltiplos! Ninguém fica a pensar se já teve ou não orgasmos múltiplos... porque se já teve, sabe-o!

 

Para alguns homens, este é um assunto que pode provocar uma certa inveja... (meus amigos, vocês fazem xixi em pé em jacto direccionado ok!? Não se pode ter tudo!!) O que acho curioso, é que haja mulheres adultas, que troquem impresões sobre o assunto na esplanada do café, algumas das quais comentanto que nem sabem se já tiveram ou não orgasmos múltiplos porque quando têm relações com o parceiro é tudo tão intenso que nem conseguem perceber quando começa e quando acaba o orgasmo! What??? Oh minhas senhoras... leiam, documentem-se, aluguem filmes se preciso for, mas por favor não continuem na ignorância!

Para os homens, pelo menos alguns, constitui foco de inveja que as mulheres possam ter mais prazer que eles numa relação sexual, por conseguirem atingir o orgasmo várias vezes seguidas. Mas será que o prazer é superior?

Não faço ideia! Será que a intensidade do orgasmo feminino é comparável à do orgasmo masculino? Será que o facto de nós mulheres termos a possibilidade de ter vários orgasmos em simultâneo perdemos no que respeita à intensidade do dito?

Não estou assim a ver uma forma expedita de podermos estabelecer padrões e podermos de alguma forma avaliar a intensidade do orgasmo masculino vs orgasmo feminino... mas não deixo de ficar a pensar nisto...

Ainda assim, eu cá... mesmo correndo o risco de perder na intensidade... prefiro os orgasmos múltiplos, ok?

 

 

 

 

sinto-me:
música: Sexual healing - Ben Harper
tags: ,
publicado por gajainfiel às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

After good sex…

Existirá mau sexo? Eu acho que não! Pode existir é falta de química sexual! Será essa a chave do sucesso na cama?

Aqui à dias, ao ler um post num blog que costumo ler, deparei-me com um tema que me deixou a pensar… chamava-lhe a autora “O problema do bom sexo”. A questão discutida, andava à roda da química sexual entre parceiros. Existem ou não pessoas boas ou más na cama?
Eu acho que todas as pessoas podem ser boas ou más na cama! Eu sou daquelas que pensa que de facto a química tem um enorme peso num envolvimento carnal. Vejamos… um casal que se dá lindamente, nunca tem discussões, partilha as tarefas domésticas, consegue chegar quase sempre a consenso e tomar decisões equilibradas… levam uma vida tranquila e satisfatória. No que toca à sua vida sexual, quando têm relações, apesar de serem satisfatórias para ambos, não são bombásticas! Ambos conseguem atingir o orgasmo, mas raramente experimentam coisas novas, raramente sentem o fogo da paixão, a tesão então é coisa que já nem se lembram de sentir... Acabam por ser um casal acomodado com a sua vida sexual, e provavelmente mais cedo ou mais tarde, serão um casal insatisfeito.
O facto das pessoas terem pontos de contacto, terem gostos e hábitos em comum, não faz com que tudo funcione. Aliás, muitas vezes tenho ouvido amigas confidenciarem-me que se envolveram com A ou B, que nem sequer têm nada a ver com elas e que sabem que uma relação nunca iria funcionar… mas que o sexo é de tal maneira bom que não lhes apetece parar… Ou por outro lado amigas que me dizem que adoram os maridos ou namorados, mas que o sexo não é suficientemente bom…
O que é que provoca a química entre as pessoas? A atracção física? Um olhar, um sorriso, um cheiro…? O que é nos faz aquele click?
O problema maior que vejo nesta questão da química, é que quando descobrimos uma pessoa com quem temos uma química estrondosa, uma pessoa com quem o sexo é de nos deixar sem palavras, com quem só nos apetece mais e mais, seja onde for, a que horas for e quantas vezes for… como é que ficamos depois? Não sei se será sempre assim, mas o que é bom tem tendência para acabar, e quando acaba… o que fica?
Subimos o nosso padrão de qualidade, ficamos com uma fasquia muito mais elevada, e ficamos eternamente a sonhar encontrar um homem que nos dê sexo “daquele”? Partimos para outro e outro de seguida até encontrarmos um que nos encha as medidas? Ficamos entregues ao celibato por medo de sofrermos a decepção do século com o próximo homem com quem nos envolvemos?
Desabafos que ouvi e não esqueci, foram coisas como:
“Ele beijava-me de uma maneira, que só os beijos dele quase me levavam ao orgasmo. Agora com este não sinto isso.”
Ou,
“Tínhamos sempre vontade… assim do nada, ás vezes olhávamos um para outro e era onde estivéssemos… a cabine de prova da Zara do Freeport, um estacionamento subterrâneo, no meio da praia, dentro de água… ”
Após uma relação em que o sexo é brutal, o próximo homem com quem nos envolvemos, pode correr um sério risco… pois das duas uma: ou é um gajo que nos faz maravilhas na cama, ou a nossa decepção pode de imediato espetar-lhe com um rótulo de “bad in bed”!
Isto é injusto… porque quem é “mau na cama” com uma determinada pessoa, pode não ser mau na cama com outra… lá está! É a química!
Os cientistas deviam era descobrir o que causa a química entre pessoas, pois assim fico sempre aqui a pensar se é possível sentirmos uma química brutal por apenas 1 pessoa, por 2 ou 3 ou 4…? Será que só saberei a resposta quando chegar aí aos 80 anos? O que dizem as estatística sobre este assunto?
Esta reflexão toda, obviamente foi despoletada em mim, por me identificar com a situação… O meu último parceiro sexual era realmente dos tais… dos que me faziam brilhar os olhos como uma lâmpada de halogéneo, dos que apenas olhando para mim já me davam vontade de ir a correr para um sítio escondido e…
Até me ter envolvido com ele, nunca tinha pensado muito na problemática “bom/mau na cama”. Resumia a minha tabela de avaliação a: atingir o orgasmo ou não atingir o orgasmo. Mas depois de termos estado umas 2 ou 3 vezes juntos, ele olhou-me nos olhos um dia e disse-me “És boa na cama!” Ups… “Sou!?”
… comigo, o que era bom acabou! Ok, ok, eu sei que entre nós havia demasiadas diferenças para que não tivesse acabado. Eu sei que se calhar no fundo sempre soube que ia acabar. Mas porra! O sexo era fenomenal! E agora que já não há esse sexo… confesso que isso me assusta!
Depois do bom sexo, o que vem??
sinto-me:
música: Make love in the club
tags:
publicado por gajainfiel às 00:31
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

.mais sobre mim

. online

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. Responde a esta dúvida

. Os homens não valem o que...

. TRÊS NA CAMA

. Factor XXX

. Sexo com humor

. A linguagem do sexo!

. Quem quer casa, compra so...

. O ponto G masculino

. Até onde vai a nossa fant...

.mais comentados

68 comentários
53 comentários
51 comentários
31 comentários
29 comentários
22 comentários

.arquivos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Estás como eu!Várias pontadas sinto sempre, nunca ...
ttp://www.soparaela.net/Sex Shop SoParaEla.Net, a ...
sem qualquer sombra de duvidas. concordo completam...
Os homens não contam por uma questão de orgulho. P...
Orgasmo masculino de verdade só com Aneros: http:/...
bom blog
bom blog
ConviteO livro "Continuando assim...", foi maltrat...
Technorati Profile

.subscrever feeds