Terça-feira, 24 de Março de 2009

TRÊS NA CAMA

 

 

Não olhes para mim dessa maneira, como se pretendesses incutir-me alguma culpa, algum remorso. Não fui eu que abri as portas da relação, não fui eu que me queixei da rotina, não fui eu que disse que 3 era um número mágico, que uma outra mulher na nossa cama só viria apimentar a nossa vida sexual.

Aceitei, com medo de te perder. Mais valia partilhar-te na nossa cama do que ficar sozinha a imaginar-te na cama com outras.

A ansiedade paralisou-me nos dias que precederam o encontro a 3, vi-me como um mero acessório inútil no meio da vossa volúpia, a amante de sempre que tu já conhecias bem demais e da qual estavas farto, um brinquedo descartável sem luxúria para te surpreender, sem faísca para te incendiar.

Afinal a surpresa foi minha. A outra veio desbloquear toda a sensualidade que estava presa dentro de mim e nem eu própria conhecia. Perdi-me de mim mesma no ardor de te possuir e de te partilhar, no prazer escaldante de me entregar a ti e a ela e nem saber qual dos dois me excitava mais, até acabarmos todos esgotados em cima dos lençóis húmidos.

Tinhas razão, tínhamos caído na rotina e eu contentava-me com pouco.

Tinhas razão, podemos ter muito mais prazer a 3.

Tinhas razão, por isso não me olhes com esse ar chocado e ofendido. Tu é que mudaste as regras do jogo e me mostraste o que é bom sexo.

Agora quero a desforra. Desta vez sou eu que escolho e quero um homem. Afinal parece que lamentas eu ter perdido os meus tabus. Ou o privilégio da escolha era só teu?

Já não sinto ansiedade mas expectativa. Vocês vão disputar-me e o fogo que me corre nas veias diz-me que chego bem para os dois.

Não me sinto culpada e tu não tens o direito de te sentir traído.

 

 

publicado por Pandora às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

O Swing segundo um leigo

 

Parece discutível... mas não tem razão de o ser! O Swing é sexo entre casais. Ponto!
Sejamos pragmáticos e todos concordamos que o Swing envolve o dito "sexo consentido", se não concordarmos aqui, nunca iremos além das teorias de infidelidade.
Posto isto, que se fale do swing.

Já se escreveu aqui sobre o tema, mas a coisa girou à volta do grau de confiança na relação. Houve alturas em que acreditei que o Swing seria uma das expressões máximas da confiança entre um casal assumido. Mas, quando comecei a pensar em escrever sobre o assunto,

Conspirei uma excelente equação, para me orientar:

curiosidade + monotonia + desejar / sexo x aventura = potencial candidato Swinger

Ora isto revela que o swing é sexo. Em nada terá a ver com o confiar, o ter uma relação capaz ou de se saber distinguir amor de sexo como ninguém!

Swing é envolver-se com outras pessoas, e saber divertir-se com isso. Aceitar o prazer que o sexo pode dar e viver com isso! Curiosamente, com um enorme sorriso nos lábios e a inveja reprimida dos que os condenam.
E isto é discutível? Não me parece. O Swing, é uma prática saudável de bom sexo (com os cuidados inerentes, claro), apenas custa-me acreditar que a confiança seja o fruto podre do Swing, porque só não se dá bem com o Swing quem... lá está: ou não tem curiosidade sexual, ou a monotonia sexual é um must e o sentir-se desejado nunca lhe fez falta. Já a nível sexual, o melhor é nem comentar... e o seu lado aventureiro mete dó ao pai do Indiana Jones!

Se a confiança fosse o elo mais importante para se sobreviver ao Swing, então ter amantes e jurar amor eterno ao companheiro seria suficiente, mas isto parece-me impossível.


Eu não condeno o Swing. Se era capaz de experimentar? Porque não... afinal é sexo, e eu gosto. Tu não?
 

AlfmaniaK

sinto-me: mudo...
música: Muse - Blackout
publicado por AlfmaniaK às 03:04
link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
Sábado, 5 de Julho de 2008

Querido o B quer dormir comigo...

 

Ela - “O B voltou a atirar-se a mim… disse-me que apesar de ser feliz com a namorada tem uma fantasia grande de ter sexo comigo e disse-me que e só eu lhe dizer quando e ele esta disponível… mas eu amo-te.”

 

Ele - “OK, mas eu sei que sempre pensaste como seria ter relações com outros homens… afinal eu fui o teu primeiro… como te sentes em  relação ao assunto?”

 

Ela - “Bom... para ser sincera senti-me muito tentada… não porque não estou satisfeita com a nossa vida sexual… estou muito feliz… não conheço muitas mulheres que atingem pelo menos dois orgasmos de cada vez que tem relações… mas ao mesmo tempo seria tentar algo diferente… mas nunca te faria uma coisa dessas!

 

Ele – “Eu amo-te muito e estou grato pela tua atitude! Mas entendo perfeitamente o facto de te sentires tentada por outros homens… eu também me sinto tentado por outras mulheres… como alias nunca te escondi… Deixa-me propor-te o seguinte; se quiseres podemos ter uma experiencia a tres com ele… o nosso amor não sera afectado por sexo… e com ele eu sei que sera apenas sexo e acabaremos por sair fortalecidos com essa experiencia… e eu sei que sera mais facil para ti se comecarmos este tipo de brincadeiras com alguem que te e familiar. So ha uma regra… os dois temos de estar sempr eenvolvidos… nunca 1 sozinho.”

 

Ela – “Nunca considerei uma situacao dessas… mas tenho de admitir que e muito tentador. Fico grata por fazeres uma clara diferenca entre sexo e amor… sei que contigo essa distincao e muito clara, se calhar como sou mais nova ainda tenho de desenvolver essa idea um pouco melhor – mas eu acho que sei porque fico tao tentada com ele… voces os dois sao iguais… com as mesmas brincadeiras e mesmo as mesmas fantasias… a tres com ele devera marcher muito bem. De certeza que ele ficara muito satisfeto.”

 

Ele – “De certeza que sim… como disseste e muito bem os dois temos gostos semelhantes… se tivermos uma experiencia dessas provavelmente só nos fortalecera… basta que me digas quando estas pronta… eu acho que considerarmos uma situacao destas numa relação e o expoente maximo de uma relação, porque mostra que a nossa ligacao e superior ao sexo. Uma relação não pode sobreviver sem sexo… mas pode ser tao superior ao mesmo!”

 

Ela – “Concordo contigo, fico feliz por pensares assim… não estou completamente pronta para uma situacao destas… mas ao mesmo tempo quando nos conhecemos e perdi a minha virgindade te dizia que nunca te faria sexo oral (apesar de apreciar quando me fazias) e ainda por mais tempo o sexo anal e hoje faz parte do nosso dia a dia. Soubeste ser paciente e me mostrar como o sexo pode ser tao bom e como temos de manter sempre uma mente aberta em relação as coisas… muito provavelmente sera uma sitacao que os dois iremos experimentar juntos um dia destes…

 

Ele – “Sim eu sou uma pessoa maravilhosa (risos)… sabes com esta conversa toda…”

 

Ela – “Eu sei eu também… anda ca…”

sinto-me: Horny....
música: Alem mar - Deixa-me olhar
publicado por gomesh às 20:12
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito

.mais sobre mim

. online

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. TRÊS NA CAMA

. O Swing segundo um leigo

. Querido o B quer dormir c...

.mais comentados

.arquivos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Estás como eu!Várias pontadas sinto sempre, nunca ...
ttp://www.soparaela.net/Sex Shop SoParaEla.Net, a ...
sem qualquer sombra de duvidas. concordo completam...
Os homens não contam por uma questão de orgulho. P...
Orgasmo masculino de verdade só com Aneros: http:/...
bom blog
bom blog
ConviteO livro "Continuando assim...", foi maltrat...
Technorati Profile

.subscrever feeds