Sábado, 20 de Setembro de 2008

ENGATES BARATOS

 

 

Se há forma de medir o nível de um gajo, é pelo tipo de abordagem que tem.
A sedução é uma arte, e lamento dizer que os engates que por aí se ouvem têm a sensibilidade e a subtileza dessa banana!
 
- Engate de macho latino! Salvo em situações extremas, penso que nenhuma mulher leva a sério uma boca de um desconhecido que se atira a nós com este requinte: “Comia-te toda! Em tua casa ou na minha?” ou “Sabes onde ficavas bem? Na minha cama!” ou “Eu mostrava-te o que é uma f*da a valer!”
Podemos aproveitar para depois contarmos a rir às amigas, um engate sempre nos levanta o ego, pronto! Mas não levanta mais nada, meus amigos! Nem as hormonas, nem os níveis de excitação e de desejo, nada, nicles, népia!
Têm de aprender a ser menos óbvios e grosseiros, e tornarem-se mais fascinantes, mais sedutores. Mais hábeis!
 
Os poetas! Os artistas têm lábia, e esmeram-se com frases retiradas de revistas dedicadas a sopeiras, tipo: “O meu amor é profundo como o mar e infinito como o universo”, ou “O sol nasce quando te vejo e põe-se quando me deixas”, ou “Os teus olhos são estrelas de mil cores que iluminam o arco-íris”.
Expliquem-me, decoraram essas pérolas de sabedoria ou improvisam no momento, de acordo com a “presa” e a ocasião?... Por favor!!! Tenham pena de nós! Merecemos melhor, têm que se esforçar mais do que isso! Se fosse eu o alvo, creio que morria a rir!
 
O paleio da treta! Quem não conhece o carapau de corrida, que vai desfiando os mesmos piropos a todas as miúdas seguidas, ainda que as próprias ouçam que os galanteios são “fabricados em série” e de formato único? E depois dizem que para nós é que é especial, para as outras dizem por dizer, e querem que a gente acredite! Parece a história da queca, que só connosco é que é especial e com as outras todas não significa nada. Devem considerar-nos tapadinhas de todo!!!
 
Ora bem, se tudo o que vier à rede é peixe, sempre dá para papar as idiotas que vierem no anzol, e da próxima vez repete-se a “canção do bandido” e outra desgraçada há-de cair na esparrela. Se lhes serve o esquema, deixem-se estar…
Agora, se quiserem pescar algo de jeito, têm mesmo que aperfeiçoar essa técnica, rapazes! Tudo depende do menu que preferem!
É que ninguém no seu perfeito juízo acredita que conquistadores tão desajeitados revelem dotes inesperados na sua perícia de amantes! E zuca-truca, “chouriço na brasa” sem entradas nem sobremesa, não é o nosso prato predilecto, entendido?
 
 
 

 CONTINUA EM BREVE...

sinto-me:
publicado por Pandora às 01:06
link do post | comentar | favorito
21 comentários:
De AlfmaniaK a 20 de Setembro de 2008 às 02:06
Clap! Clap! Clap!


E depois há um outro tipo, muito interessante... O coitadinho!
Fiquei surpreendido com esta técnica de engate que consiste em fazer-se de coitadinho sincero, apelando à "pena" alheia para conseguir comer qualquer coisa...
- Vá lá! Com sinceridade.... vá lá! Só queria saber se era possível... vá lá! Não queres? É isso? Vá lá...
etc, etc, etc...
De Pandora a 20 de Setembro de 2008 às 13:02
Sabes, há tantos padrões de engate barato...
Já me estou a lembrar de outros que faltam.
Tenho que ir fazendo por etapas!
De Jorge Soares a 21 de Setembro de 2008 às 00:26
Lol

Descreves na perfeição alguns dos cromos portugueses, eu acrescentaria o outro tipo de coitadinho, o que aproveita qualquer pequeno probleminha para fazer uma tragédia e encontrar um ombro amigo... um ombro feminino é claro.

Sempre fui tímido, nunca tive jeito nem valor para este tipo de coisas, deve ser por isso que as mulheres gostam de mim :-), além de que sempre achei que as mulheres eram suficientemente inteligentes para passarem ao lado deste tipo de coisas...... realmente há mulheres que se deixam levar por conversas destas?

Jorge
De Pandora a 21 de Setembro de 2008 às 20:27
Todos se lembraram logo do coitadinho!
Sim, com certeza que resulta, senão o esquema dos engates rascas não ia de vento em popa!
De O_silencio a 21 de Setembro de 2008 às 14:41
E ainda aqueles que quando passamos ficam a arfar .....e ficamos sem saber se é "cantada" ou ataque de asma.

Está estupendo, mas incompleto.....para quando a continuação?

Beijo........meu
De Pandora a 21 de Setembro de 2008 às 20:33
Estou a recolher ideias do público em geral e de sketchs a que já assisti!
Veja as cenas dos próximos engates a estrear num blog tão perto de si!
De TNT a 22 de Setembro de 2008 às 15:17
É que são mesmo assim!
Que cambada...
De Pandora a 23 de Setembro de 2008 às 10:51
Bem-vinda, menina bombástica!Que honra este elogio!







De provoCão a 23 de Setembro de 2008 às 11:04
bem... confesso que devo ser dos mais fracos engatatões do meu bairro, quem sabe mesmo do universo. e até sou pouco paciente com a conversa de engate. aquele jogo da treta em que se diz coisas para que o outro possa avaliar a nossa perícia linguística aplicada a trocadilhos, segundos e terceiros sentidos, subtilezas pouco subtis, sugestões disfarçadas, etc. a conversa da treta é uma das coisas que me tira mais a vontade. quando estou interessado numa mulher, gosto de falar aberta e descontraidamente com ela, sobre o que fazemos os dois, o que gostamos de ouvir, ver e praticar, gosto de a fazer rir e rir-me com ela. mas quando a conversa começa a resvalar para as bocas de engate, para os clichés da sedução... é que eu sou bastante impulsivo, e devo dizer que me tenho dado bem com isso. gosto de espetar um beijo de surpresa, de dizer algo que exponha a minha atracção, que deixe a bola do lado de lá. geralmente, todos os relacionamentos que tenho começam assim: um gesto abrupto e decidido, uma confissão oportuna, uma frase que se diz ao ouvido, qualquer coisa assim.
De Pandora a 23 de Setembro de 2008 às 12:08
Não posso dizer que não me seduzam os jogos e trocadilhos linguísticos, mostram humor e habilidade e é o 1º passo para criar um certo ambiente.
Depois de criada essa intimidade, as bocas podem ser picantes e os gestos atiradiços, desde que o macho saiba como conduzir o jogo, que não é igual para todas.
Mas estou a falar numa escala crescente de sedução, que não é o caso de espetar-me um beijo abrupto quando nem sequer o conheço!
De provoCão a 23 de Setembro de 2008 às 17:42
eu penso que o que me desatrai até é referido neste texto, logo no início. são os clichés, a falta de imaginação. já tive conversas muito desafiadoras, charmosas, provocantes, de que gostei e em que tive um papel importante. é quando o "síndroma do preliminar"* atinge a sedução que eu me desinteresso.

*Síndroma do preliminar:
por isto quero dizer essa tendência desastrosa e irritante de ver os preliminares como uma obrigação, um patamar por que se tem de passar ou um sítio onde se tem de picar o ponto. esta atitude transforma os preliminares numa espécie de aquecimento antes do "sexo a sério". eu detesto a palavra e o conceito "preliminares". tudo é sexo. a sério ou a brincar, conforme nos apetecer. e se o grau de excitação for suficiente pode avançar-se mais rápido para a penetração, tal como se a disposição assim o entender nem é essencial haver penmetração.

- quando comparo a a conversa da sedução a este síndroma é porque algumas conversas me parecem uma treta hipócrita, uma formalidade social por que os potenciais parceiros sentem que têm de passar antes de chegar ao sexo. eu já conheci muitas mulheres com quem não tive sexo, tendo sido as conversas muito interessantes. os clichés da sedução a mim fazem-me sentir limitado. é como se cada um lançasse sempre os mesmos iscos, para ver como o outro morde. se morde como se espera então come-se, se não lança-se o isco no vizinho do lado. outras culturas são, parece-me, mais práticas, honestas e directas. em londres, em alguns sítios de espanha e em muitos outros locais, as pessoas não se inibem de perguntar directamente a alguém se essa pessoa quer ter sexo, se é apenas isso que procuram.

- eu vejo toda a fase de conhecimento (seja uma hora ou vários dias, semanas ou meses) como importante, apelativa e útil. e muitas vezes é uma amiga que se faz, ou pelo menos uma conversa, um bom bocado que se passou, mesmo sem se concretizar em sexo a sedução. mas, se for apenas sexo o que quero, também não me faz impressão um método que seja directo, franco e dispense formalidades já gastas.
De Pandora a 24 de Setembro de 2008 às 13:04
Eu entendo o que estás a dizer.
Se queres sexo, qual o problema de te atirares de cabeça para um engate tórrido? Desde que ela alinhe no mesmo esquema, ambos atingem o seu objectivo.
Mas se a mocinha gostar de preliminares na sedução e no acto, aí ou desistes e mudas de alvo, ou é apenas uma questão de pensar que há tanto tipo de abordagem até bastante directa, que não se põe a questão de o isco ser sempre o mesmo. Não me refiro a formalidades sociais, conversa de sala de chá, nem ter que dar graxa antes de saltar.
Mas concorda que nem todas as mulheres estão à espera de um convite directo para sexo! E não é só por hipocrisia, muitas vezes preferimos fazer uma triagem prévia... Avaliar se vale a pena um mergulho às cegas!
Espero por ti na continuação!
E desculpa estas confusões, não atino com isto!

De provoCão a 24 de Setembro de 2008 às 14:18
obrigado pelas tuas respostas, que deram azo a um debate muito interessante.
na minha forma de estar há algo que me irrita, que é os clichés e os comportamentos convencionais fazerem as pessoas comportarem-se através de automatismos e de repetições. e acho que isso prejudica todos, quer queiram fazer engate quer não. chateia-me quando estou a conversar com uma mulher que acabo de conhecer e noto que ela está a pensar, "olha para este, a pensar que me consegue levar para a cama". tornou-se tão habitual a tal conversa de chacha, aquecimento, preliminar social ou o que lhe queiramos chamar, que muitas situações são entendidas de forma errada. quando era adolescente, não tinha problemas nenhuns em meter conversa com desconhecidas. agora que sou trintão, tenho muito cuidado, porque não quero transmitir impressões erradas. isso chateia-me um pouco, por vezes tira-me a espontaneidade.

de qualquer forma, eu sou adepto da sedução. acho que é a capacidade de nos reinventarmos, de descobrirmos novas formas de seduzir o parceiro o que nos permite prolongar no tempo, com sucesso, uma relação. já na primeira abordagem vario. mas há mesmo muito situações em que sou animalesco, me deixo levar pelos sentidos e pelo envolvimento criado. e olha que não me tenho saído mal, todas as relações que tive que duraram começaram assim, de forma intuitiva, intensa, animal.
De Pandora a 24 de Setembro de 2008 às 17:18
Quando é aquela química animal, passa à frente de tudo e dura enquanto a fogueira arder!
Gostei desde debate, sim senhor!
De Erótica a 23 de Setembro de 2008 às 20:00
Olá!
Pois é ... ao ler o teu post fartei-me de rir ... eis a descrição pormenorizada dos pretensos engatatões que andam por aí ... deambulam pelas ruas, pelos transportes, nos restaurantes, nos cafés, nas discotecas como se fossem os mestres da sedução ... aprendizes de D. Juan ... mas ainda lhes falta muito para lá chegarem ... muitos pensam que é com a conversa directa, a roçar o ordinário e o perverso que conseguem levar uma mulher nas suas cantigas baratas ... mal sabem eles que a nossa vontade é fugir dali a sete pés com naúseas existenciais a deflagrar a cada momento ... outros pensam que são poetas, mas a sua cultura poética e erudita anda muito por baixo e não tomaram consciência que precisam de ser um pouco mais inteligentes, imagéticos e pulidos para seduzirem uma mulher ...Enfim ... o que se quer é um engate rápido, barato e descartável ... pois já está na mira o próximo engate ... enfim ... há que ter um pouco mais de charme, de "savoir faire" ... que falta a muito macho latino por terras lusas!
Excelente post, Orgásmica! Parabéns!
Um big ... big ...
De Pandora a 24 de Setembro de 2008 às 13:06
Obrigada, sócia!
Já me estão a pedir a continuação do desfile de cromos!
De Erótica a 25 de Setembro de 2008 às 09:13
Pois ... pois ... já vi a nova colecção ... vou espreitar ...
Está fenomenal ...
De Inocêncio da Silva a 24 de Setembro de 2008 às 15:18
Muito bom, muito bom mesmo...
De Pandora a 24 de Setembro de 2008 às 17:19
Vamos a ver se a continuação sai à altura...
De Ribatejana a 26 de Setembro de 2008 às 00:16
Muito bom!

Talvez aches piada a ler isto. Tb gosto de descascar de vez em quando.

http://ribatejana.blogs.sapo.pt/2007/11/

bjs
De *Patricia* a 7 de Outubro de 2008 às 00:07
looooool, a foto ta demais... a banana ta um bokado murxa ou e impressao minha??? ta tao murxa cm a conversa desses engatatoes.. concordo ctg.. mas por exmplo o engate do macho latino.. as x xateia.. e akaba por s tornar uma falta d respeito c a mulher..comia t toda.. k tesao.. passam pla rua dizem isso.. xateia.. principalmnt s ouvires isso tres x seguidas.. tp m akonteceu hoje..so apetece manda los p um sitio k ka sei..:)os poetas.. s mt enjoados..tanto romantismo xateia..bem mas o post ta mt comiko:P:)

Comentar post

.mais sobre mim

. online

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. Responde a esta dúvida

. Os homens não valem o que...

. TRÊS NA CAMA

. Factor XXX

. Sexo com humor

. A linguagem do sexo!

. Quem quer casa, compra so...

. O ponto G masculino

. Até onde vai a nossa fant...

.mais comentados

68 comentários
53 comentários
51 comentários
31 comentários
29 comentários
22 comentários

.arquivos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Estás como eu!Várias pontadas sinto sempre, nunca ...
ttp://www.soparaela.net/Sex Shop SoParaEla.Net, a ...
sem qualquer sombra de duvidas. concordo completam...
Os homens não contam por uma questão de orgulho. P...
Orgasmo masculino de verdade só com Aneros: http:/...
bom blog
bom blog
ConviteO livro "Continuando assim...", foi maltrat...
Technorati Profile

.subscrever feeds