Quinta-feira, 19 de Fevereiro de 2009

A linguagem do sexo!


Porque o tema sempre surgiu em diversa literatura, queria falar hoje da linguagem no acto sexual.

Sabemos que aquele momento é mais dado à extemporização de emoções e que o instinto animal anda mais à superfície (!), mas há um grande comedimento nas palavras, apesar de apetecer gritar... ou partir para o obsceno!
Embora ninguém o admita, parece-me que ambos os sexos gostam de dizer/ouvir palavras mais fortes, mesmo em calão, invectivando o(a) outro(a)!
Tal facto pode não se verificar entre casais que vêem o sexo de modo mais formal, mas estará mais entranhado em relações «one night stand» ou extra-matrimoniais... devido à libertação da vergonha, talvez!
Não sei se realmente isso serve para apimentar o acto em si, criando um enredo de aventura... entrando em jogos... ou não!
Por isso, queria mesmo saber o que esperam as mulheres ouvir de nós e o que esperamos nós ouvir delas.
Ou não se diz nada?

 

publicado por oamante às 08:47
link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De excessiva a 19 de Fevereiro de 2009 às 11:28
Compreendo porque dizes que numa "one night stand" ou fora do casamento as pessoas libertam a língua e as palavras, mas isso só acontece nos casamentos em que a intimidade não é muita ou não é explorada. Onde podemos sentir-nos mais à vontade do que com aquele(a) que nos conhece por dentro e por fora? De dentro de uma intimidade a sério saem todas as palavras que dizem todos os sentimentos e todas as sensações. Sensações bem obscenas, por vezes.
Para além dos muitos e suspirados ais gosto de murmúrios e gemidos e até gostaria de berros se estes não fossem acordar as crianças.
Palavras de amor e palavras obscenas, tudo vale quando o corpo exaltado impera e solta a língua.
Gosto tanto de ouvir como de dizer porque gosto de tudo o que tem a ver com o sexo e com o amor.
Para além disto, há jogos de faz de conta que podem ser extremamente excitantes e aí as palavras são indispensáveis...
De oamante a 19 de Fevereiro de 2009 às 18:43
Concordo contigo, Excessiva: desde que bem geridos, os jogos de linguagem podem ser utilizados na intimidade de qualquer casal, conhecido ou não.
Podem ser palavras doces, suaves murmúrios... ou algo mais forte!
Cabe ao casal libertar-se de tabus sexuais ou outros!
De voosdeborboleta a 19 de Fevereiro de 2009 às 16:44
Claro que se diz e muito! Odeio estar com outra pessoa que se mantém calada durante toda a relação. Costumo dizer: "Começa gatinho, transforma-te em leão e depois volta novamente a ser aquele gatinho!" É assim que gosto. Palavras obscenas? Penso que para isso é necessário muita intimidade e conhecimento mutúo. Sim ou não? Sim! Gosto, mas é necessário saber utilizar as palavras...
De oamante a 19 de Fevereiro de 2009 às 18:48
Claro que sim, Voosdeborboleta, tal como é necessário saber utilizar o nosso corpo para atrair o parceiro, também é preciso cativá-lo com palavras.
Gostei do leão, porque... é assim que a minha mulher me trata! Mas ela não quer o gatinho... talvez porque eu... não o seja! Lol.
Quanto à obscenidade confesso que nunca utilizei, mas leio sobre isso em outros blogues e quis saber o que pensam. Nunca utilizei não por nojo, mas porque nunca senti essa necessidade, nem a mulher mo pediu.
De voosdeborboleta a 20 de Fevereiro de 2009 às 11:46
Depende o que cada um de nós considerar palavras obscenas, no então uma palavra mais apimentada pode ajudar a tornar aquele momento mais "hot", temos que saber se a relação está num desses momentos!
De voosdeborboleta a 19 de Fevereiro de 2009 às 16:46
Há um desafio no meu blog...
De oamante a 19 de Fevereiro de 2009 às 18:52
E se te pedir que aguardes até amanhã... não me matas?
Vá lá...! Bigado! Sabia que ias dizer que sim!
De Trintona(inha) a 19 de Fevereiro de 2009 às 23:22
Olá

Começaria o comentário ao post tecendo uma consideração à forma como os casais encaram o sexo. Há casais "convencionais" que encaram o sexo de uma forma muito liberta e pessoas que embarcam numa one-night-stand que nem parece que sabem o que estão a fazer, quanto mais gostar...

Posto isto... Há lá coisa melhor que apimentar uma boa sessão de sexo com umas palavras, sussuradas, faladas ou gritadas, conforme o momento e/ou os intervenientes?! Há muitas outras coisas boas, mas, tirando talvez as mordaças, é essa a beleza do dirty-talk... pode utilizar-se mesmo com outras novidades à mistura... Brinquedos, fantasias, lugares incomuns... O único requisito, parece-me, é o de não assustar o parceiro... quer seja dando umas dicas ou ir avançando com o assunto devagarinho...

:D

Espero ter contribuido positivamente para a "discussão"...

:-*
De oamante a 23 de Fevereiro de 2009 às 09:39
Sim, Trintoninha, há casais empenhados e há desempenhados que procuram sexo... sem saber o que isso implica!
Pois... contigo já vi que há que ir devagarinho! Mordaças? Xi... jogas alto! O que é muito bom, para sairmos da rotina da posição de missionário, lol.

Realmente... as palavras certas, no momento certo, podem apimentar e muito!
E é como dizes... ir devagar, avisando... para não assustar ninguém... lol! Isso é já meio caminho andado para se obter um consentimento no que vem a seguir!

E Trintoninha... qualquer comentário, a favor ou contra, é sempre positivo... obrigado pelo teu!
De Pandora a 20 de Fevereiro de 2009 às 19:23
Não há palavras obscenas quando há intimidade...
A obscenidade vem do choque de ouvir palavras descontextualizadas da parte de um estranho.
De oamante a 23 de Fevereiro de 2009 às 09:43
Sim, Pandora... a intimidade produz esse efeito de sabermos com o que contar, embora possamos sempre introduzir algo de novo, que cause um choque inicial, mas que... se bem ousado e bem «jogado», será logo ultrapassado pelo prazer!

Sabes que há pessoas que preferem ouvir obscenidades da parte de um estranho, mas não da parte daquela que lhe é íntima? Talvez porque impera a vergonha na relação!
Não sei!
De TNT a 21 de Fevereiro de 2009 às 01:03
Acho que se deve dizer o que nos apetecer, desde que a outra pessoa se sinta confortável com isso.
Já percebi que as minhas opiniões são um bocadinho radicais para um grupo como este, pelo que decidi ser sexualmente correcta... estive bem assim?
De oamante a 21 de Fevereiro de 2009 às 13:23
Não! Estiveste mal! Radicaliza lá o que disseste num novo comentário! Não aceito este!
De TNT a 21 de Fevereiro de 2009 às 23:34
Não me parece... respondi-vos "radicalmente" no outro post. É suficiente!
De oamante a 23 de Fevereiro de 2009 às 09:47
Sorry... so sorry, TNT!
Não é que brincava contigo e tu... levaste-me a sério!
Aquilo foi só uma «funnerie» (se mo permitem o angli-francesismo)!
Tal como usas a espada para nos cortar a cabeça (a de cima claro que não serve para nada, como o demonstra o louva-a-deus), utilizo eu expressões, palavras cortantes... lol. Mas sou bom rapaz e não te quero mal. Lol.
Diz lá que me perdoas... perdão... que não levas a mal... o gracejo do azul-bebé! Vá lá!... sim?
E... já sabes... gosto de ver uma mulher... furiosa!
Beijos...
De oamante a 26 de Fevereiro de 2009 às 12:10
Já agora... após todos os comentários, já posso dizer qual a razão deste post: o facto de ter constatado, em muitos blogs, o recurso a uma linguagem obscena, forte, durante o acto sexual.
O inusitado?! O facto de serem blogs femininos, na sua grande maioria!
Pensei cá comigo: »Será que ando a ser brando em casa?!»
Será que as mulheres esperam algo mais de nós? Fará parte apenas das fantasias? É para ser regular?
De Infiel a 13 de Maio de 2009 às 23:47

ui finalmente te encontro
ja ca tinha andado mas ainda não te tinha visto

se quiseres castigar.me .... eu deixo mas quem te algema sou eu ok?!


- relativo á tua pergunta tenho a dizer que, depende dos parceiros
ha quem goste e se excite e peça mais
ha quem mande calar
e estas reações estão, directamente ligadas com a auto.confiança e de quimica de cada um e entre ambos

um abraço meu ilheu favorito

De oamante a 15 de Maio de 2009 às 22:21
Sabes... estava agachado... escondido... à tua espera!
Castigo sim... mas não gosto de algemas. Prefiro agarrar-me eu próprio à cama, embora por pouco tempo, porque adoro... deitar a mão à vossa pele... toda!

Pois, penso que cada relação é um caso. Embora se possa sempre introduzir inovações.

Um beijo, minha Infiel fidelizada!

Comentar post

.mais sobre mim

. online

.pesquisar

 

.Maio 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. ...

. Responde a esta dúvida

. Os homens não valem o que...

. TRÊS NA CAMA

. Factor XXX

. Sexo com humor

. A linguagem do sexo!

. Quem quer casa, compra so...

. O ponto G masculino

. Até onde vai a nossa fant...

.mais comentados

68 comentários
53 comentários
51 comentários
31 comentários
29 comentários
22 comentários

.arquivos

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

.links

.últ. comentários

Estás como eu!Várias pontadas sinto sempre, nunca ...
ttp://www.soparaela.net/Sex Shop SoParaEla.Net, a ...
sem qualquer sombra de duvidas. concordo completam...
Os homens não contam por uma questão de orgulho. P...
Orgasmo masculino de verdade só com Aneros: http:/...
bom blog
bom blog
ConviteO livro "Continuando assim...", foi maltrat...
Technorati Profile

.subscrever feeds